CADA VEZ MAIS PESSOAS OPTAM POR MORAR EM APARTAMENTOS.


Segurança é o principal fator para essa escolha. Além disso, os prédios são uma alternativa necessária para o mercado imobiliário

Segurança
José Wilson, presidente da Silco Engenharia, acha que, devido à falta de terrenos, a quantidade de apartamentos é maior que a de casas. Mas sustenta que a predileção é pelos prédios. "Casas são mais caras, exigem manutenção e não oferecem a segurança de um apartamento. A grande questão é a segurança", reforça. O presidente avalia que, apesar de as casas possuírem mais espaço, lazer e área verde, os prédios ganham adeptos pela praticidade e comodismo.

Prédios são mais acessíveis à população
Leonel Alves, diretor comercial da Lopes Royal, defende que a verticalização acontece devido à própria demanda do mercado. Ou seja, a escassez de terrenos e a necessidade de atender ao grande número de pessoas que precisam de um lugar para morar resultam no crescimento acelerado da oferta e da demanda por apartamentos. "Se não fosse pelos prédios, não seria possível atender às pessoas. O déficit habitacional seria bem maior", declara. Ele analisa que casas não são tão acessíveis pelo alto custo de aquisição e manutenção.
O diretor acredita que o principal motivo da preferência por prédios é a segurança que estes oferecem. Além disso, Leonel aponta a localização como um fator determinante para a escolha. "Pessoas que desejam morar em casa mudam-se para longe do centro. Normalmente, prefere-se morar em um local mais centralizado. Para alguns, é preferível perder um quarto, ou um espaço mais amplo, para ficar mais perto do trabalho, por exemplo ", opina.
Ele acrescenta que o reduzido custo de manutenção - se comparado ao de uma casa -, a praticidade e o alto nível de acabamento das construções atuais são elementos levados em consideração na hora de se escolher onde morar. "Os prédios, hoje, oferecem conforto e lazer. Às vezes a família reduziu a quantidade de membros e vê que não há necessidade de tanto espaço. Os apartamentos são mais práticos e fáceis de morar", completa.