CRESCE O NÚMERO DE EMPREENDIMENTOS COM ATÉ CINCO ANDARES

Uma nova tendência no mercado imobiliário vem ganhando cada vez mais espaço em diversas capitais brasileiras.
Uma nova tendência no mercado imobiliário vem ganhando cada vez mais espaço em diversas capitais brasileiras. Seguindo parâmetros de gabarito de altura determinados pela legislação de cidades como Florianópolis, Porto Alegre e até mesmo em São Paulo, podemos perceber que o número de empreendimentos com quatro ou cinco pavimentos, pouco adensados e com grandes áreas verdes, vem aumentando nos últimos anos.

Mais agradáveis e capazes de abrigar praças e áreas de lazer com equipamentos sofisticados, esses prédios têm aparecido devido a busca de indivíduos das metrópoles por uma melhor qualidade de vida. Para o arquiteto Itamar Berezin, esse crescimento tem origem no aumento da demanda. "Este tipo de construção tem obtido boa aceitação pela maioria da população q ue busca um condomínio capaz de suprir suas expectativas de conforto e segurança", explica Itamar.

Os empreendimentos baixos com até cinco andares têm surgido, principalmente, em regiões de alto padrão, de moradores com maior poder aquisitivo, e que já possuem um perfil horizontalizado, onde a construção de casas predomina. Em bairros como o Morumbi, na cidade de São Paulo, o escritório Itamar Berezin Arquitetura já possui dois projetos em andamento que estão sendo construídos por uma grande incorporadora. Os edifícios Menara e Andalus preenchem essas características e atendem uma exigência do mercado. Além desses, outros empreendimentos com essas características estão sendo projetados em Florianópolis. A cidade de Porto Alegre já possui, no bairro Jardim Europa, dois condomínios - com quatro torres cada, projetados pelo escritório.

Outra diretriz que pontua esses empreendimentos é um partido arquitetônico de pouco impacto visual com proporções confortáveis à escala hu mana. "Buscamos uma construção com um agrupamento homogêneo e harmonioso e um interessante resultando estético com relação às copas das arvores. No caso dos projetos Menara e Andalus, elaboramos agradáveis maisons no pavimento térreo. A fachada pode ser observada por inteira pelas pessoas que circulam pelas imediações desses prédios, contribuindo também para o embelezamento do espaço urbano", afirma Itamar Berezin.

Com foco em agregar valor a esses empreendimentos e chamar a atenção do público, alguns prédios oferecem ainda serviços e produtos. Certos projetos disponibilizam um sistema chamado pay-per-use - pague pelo o que usar - no qual morador tem à sua disposição diversos benefícios como arrumadeira, lavanderia, personal trainner, buffets, pet care, babás, entre outros.