FRANQUIAS IMOBILIÁRIAS ALAVANCAM SETOR DO FRANCHISING NACIONAL.

Elas foram as grandes responsáveis pelo aumento de 35% no faturamento do setor de móveis, decoração, presentes e imobiliárias.

As franquias imobiliárias foram as principais responsáveis pelo aumento de 35% no faturamento do setor de franquias relacionadas a móveis, decoração, presentes e imobiliárias em 2011. A constatação é da Associação Brasileira de Franchising (ABF).

O boom da construção civil pelo qual o País ainda passa, os grandes investimentos em infraestrutura devido à Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016, a expansão do crédito imobiliário e o déficit habitacional foram os fatores que influenciaram a multiplicação das franquias imobiliárias no País.

Em 2011, a RE/MAX Brasil se consolidou como a maior rede de franquias imobiliárias do País em unidades comercializadas. A empresa fechou o ano com 170 franquias, das quais 113 em operação. Somente no ano passado, a RE/MAX comercializou 45 novas unidades e foram abertos 66 pontos (alguns frutos de contratos firmados em 2010).

"Para 2012, a meta é chegar a 264 contratos assinados e fortalecer a marca nos estados do Centro-Oeste e Norte do Brasil, regiões que atualmente têm menor presença da RE/MAX", afirma Renato Teixeira, presidente da RE/MAX Brasil.

A operação da RE/MAX Brasil está dividida em escritórios regionais por todo o País, presentes nos Estados que contam com unidades da RE/MAX. No começo de fevereiro deste ano, a RE/MAX lançou o escritório regional em Minas Gerais. Dessa forma, os franqueados sentem-se mais confortáveis e seguros em adquirir uma unidade próxima ao local onde ela será instalada. O trabalho das regionais também está relacionado ao respeito da cultura local, tão diversificada em nosso País.

Mercado

No ano passado, o crescimento do franchising no Brasil foi de 16,9%, representando 2,3% do PIB nacional. Para 2012, as projeções divulgadas pela ABF para o mercado de franquias são animadores, conforme mostra a tabela abaixo.

Faturamento - 15%

Novas redes - 8%

Abertura de unidades - 9%

Empregos diretos - 75.410

A RE/MAX

A RE/MAX é hoje a maior rede de franquias imobiliárias do Brasil em unidades comercializadas e do mundo em volume de vendas. Fundada nos Estados Unidos por Dave e Gail Liniger, em 1973, período marcado por graves problemas econômicos provocados pela crise mundial do petróleo, a empresa baseia-se em três fundamentos: máximo serviço para o cliente, máxima comissão para o corretor e máxima rentabilidade para o franqueado. A RE/MAX trabalha com a premissa de que empresa que nasce em contexto de crise, sabe prosperar na crise. Mas para isto, todos têm que ganhar.

Na década de 70, Liniger, um experiente corretor de imóveis, estava desiludido com os rendimentos na profissão nos Estados Unidos e no resto do mundo. Ele observou que uma boa parte das imobiliárias não era rentável, não apenas pelo custo operacional, mas também por sua incapacidade de reter talentos na área de vendas. Em sua visão, o mercado imobiliário deveria ser baseado na construção de uma rede de negócios, que oferecesse os melhores produtos, com uma forte estratégia de marketing e total apoio aos corretores, a fim de atrair os melhores talentos. A expansão seria baseada na criação de um sistema de franquias que oferecesse aos pequenos empreendedores a oportunidade de criar seu próprio negócio, com o apoio de uma estrutura consolidada e foco de atuação, no caso, o mercado de imóveis usados/terceiros.

A RE/MAX chegou ao Brasil em outubro de 2009, trazida pelos empresários Renato Teixeira (presidente), Paulo Toledo, José Luiz Monteis e Luis Carlos Julião.