IMÓVEIS DE 2 E 3 DORMITÓRIOS SÃO PREFERÊNCIA NA BAIXADA SANTISTA, APONTA SECOVI-SP

Segundo estudo, entre março de 2011 e março de 2012, foram lançadas 5,665 mil unidades verticais na região, sendo a maioria com dois dormitórios, com 44,13% do total.

3 de maio de 2012 - O mercado imobiliário da região metropolitana da Baixada Santista deve expandir em mais de 200 mil unidades habitacionais nesta década, segundo estimativa do Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi-SP).

Segundo estudo do sindicato, entre março de 2011 e março de 2012, foram lançadas 5,665 mil unidades verticais na região, sendo a maioria com dois dormitórios, com 44,13% do total.

Em seguida, também foram destaques as unidades com um dormitório, com 26,88% de todos os lançamentos na região.

Considerando todo o período do estudo, de março de 2009 e março deste ano, o total de lançamentos verticais, acrescido dos empreendimentos remanescentes, somam 14,270 mil unidades.

Novamente, os imóveis com dois dormitórios foram a preferência, com 43,4% do total, seguido por 30,2% de três dormitórios.

A Secovi-SP apontou que a cidade de Santos apresentou o maior número de lançamentos do modelo, com 54% do total, seguido por Praia Grande, com 37,6%.

O estudo ainda mostrou que, na análise por preço, os dois segmentos mais significativos foram de R$ 170 mil a R$ 350 mil e os de mais de R$ 500 mil.

Nos imóveis verticais de dois dormitórios padrão, o valor médio do metro quadrado ficou em R$ 4,759 mil.

O levantamento ainda apresentou que os empreendimentos horizontais corresponderam a apenas 2% dos lançamentos totais.