LUXO SUSTENTÁVEL: CONDOMÍNIOS BRASILEIROS CONTAM O QUE HÁ DE MAIS INOVADOR EM SUSTENTABILIDADE


A prioridade dos condomínios de luxo da Senpar Terras de São José é buscar medidas inovadoras, sempre amparadas no conceito de sustentabilidade, para gerenciar recursos ambientais
Viver com luxo, conforto e em harmonia com o meio ambiente é possível e imprescindível.
A prioridade dos condomínios de luxo da Senpar Terras de São José é buscar medidas inovadoras, sempre amparadas no conceito de sustentabilidade, para gerenciar recursos ambientais
Viver com luxo, conforto e em harmonia com o meio ambiente é possível e imprescindível. Acompanhando o que há de mais inovador no mercado imobiliário mundial, a Senpar Terras de São José, empresa responsável pelos condomínios como Terras de São José, Terras de São José II e Fazenda SerrAzul, adotou medidas sustentáveis em todos os seus empreendimentos, especialmente no que diz respeito ao manejo de recursos hídricos e elétricos.
Aliando sustentabilidade a recursos tecnológicos de última geração, a empresa optou por rede de transmissão de dados por fibra ótica e cabeamento subterrâneo, oferecendo aos moradores serviços de ponta que não agridem a natureza. Também para valorizar a paisagem, a Senpar Terras de São José investiu em medidas pra a preservação da fauna e da flora local.
Outra política empregada nos empreendimentos tem a ver com o manejo de recursos hídricos. Todas as casas dos novos condomínios contam com sistema de tratamento e reaproveitamento de água. A implantação deu-se depois que a empresa constatou que cerca de 60% do consumo de água em residenciais de alto padrão é para uso não humano. "Aproveitar melhor este recurso significa respeitar o meio ambiente e foi isso o que fizemos. Somos os pioneiros e únicos no Brasil a adotar esse sistema de tratamento duplo da água", afirma Cesar Federmann, diretor da Senpar Terras de São José. Além de zelar pelo meio ambiente, a empresa contribui com o desenvolvimento sustentável das regiões em que investe, por exemplo, através da geração de empregos diretos e indiretos perenes.
A seguir, você confere como se dá cada uma dessas ações sustentáveis praticadas e incentivadas pela Senpar Terras de São José, cujo mérito já foi reconhecido e premiado pela Organização das Nações Unidas (ONU), como parte do programa "Parceiros da Paz e da Sustentabilidade".
Sistema de reuso de água: como funciona?
Operando de forma 100% sustentável, o sistema trata a água já utilizada no interior da casa, tornando-a reaproveitável para atividades externas, como irrigação de jardins e das vastas áreas verdes comuns. A economia de água é enorme. Para se ter uma idéia, só o Terras de São José e o Terras de São José II juntos têm áreas verdes cerca de oito vezes maior do que o Parque do Ibirapuera.
Para viabilizar a iniciativa foi instalado, dentro da Estação de Tratamento de Efluentes do empreendimento, um reservatório com volume total de 1.000 m3. Depois de tratar os efluentes, a água de reuso é distribuída por rede própria por meio de um sistema de pressurização. Depois de irrigar os jardins, a água volta para o lençol freático sem agregar nenhum tipo de poluição a ele.
Na prática, o sistema torna novamente limpa e tratada a água já utilizada pelas pessoas, para que seja reaproveitada para outros fins. Para diferenciar a água potável da água de reuso, a tratada na estação recebe um corante azul, neutro e atóxico. O sistema é pioneiro e de eficiência ímpar. No condomínio Terras de São José II, por exemplo, o potencial de irrigação é de mais de 2 milhões de metros quadrados.
Preservação da área verde
Inseridos em meio a áreas verdes, os condomínios da Senpar Terras de São José prezam pela preservação da fauna e flora local. Referente à preocupação com os animais da região, o condomínio Terras de São José criou uma clínica veterinária para cuidar de animais machucados. Os bichos são tratados, mantidos em cativeiro para monitoração e, depois de saudáveis, devolvidos à natureza.
Quanto à flora, na construção do Terras de São José II, por exemplo, a empresa contribuiu com o plantio de mais de 90 mil mudas de espécies variadas. O condomínio conta com uma área total de 5 milhões de m2, sendo 85% desta de área permeável. Visando a sustentabilidade, o empreendimento priorizou o conceito de integração entra a paisagem local e as novas construções. A ideia também faz parte da filosofia dos demais condomínios da organização.
Tecnologia de ponta e amiga do meio ambiente
A fim de preservar a natureza dos condomínios, a Senpar Terras de São José investiu no sistema de energização subterrânea. O processo exclui a instalação de fios nos postes das ruas, aumentando a integração paisagística. A iniciativa, operada em conjunto com a CPFL, é considerada o maior contrato de energização subterrânea desse modelo no Brasil.
O sistema de cabeamento subterrâneo também conta com uma rede própria de transmissão de dados por fibra ótica, que possui menor perda de transmissão, oferece maior segurança do sinal (já que o material é totalmente imune às variações eletromagnéticas externas) e é considerada a mais veloz (transmite dados à velocidade da luz). Em termos de comparação, a fibra óptica transporta 39 mil vezes mais informações, com taxas de até 16 trilhões de bits por segundo. Sendo assim, o sistema coloca à disposição dos moradores o que há de mais moderno em telefonia, internet e TV a cabo. E o melhor de tudo: por ser subterrâneo, não interfere no colorido do cenário natural. O resultado são empreendimentos que privilegiam a qualidade de vida dos moradores e as belezas próprias da região.
A Senpar foi uma das pioneiras no Brasil ao implantar a energização subterrânea em residenciais, técnica bastante utilizada em países mais desenvolvidos. O primeiro condomínio do grupo a receber o sistema foi o Terras de São José II, sendo que, na época da construção, a aplicação representou um investimento cerca de sete vezes maior do que o sistema convencional. De lá para cá, o cabeamento subterrâneo tem estado presente em todos os empreendimentos da empresa, preocupada em oferecer as melhores tecnologias, com a máxima preservação do meio ambiente.
Geração de empregos
Analisando o aspecto social do conceito de sustentabilidade, a construção de condomínios em cidades de médio porte contribui para a geração de muitos empregos nas regiões. Com dois condomínios em Itu, o Terras de São José e o Terras de São José II, a empresa é a maior geradora de atividades remuneradas, com cerca de 5 mil empregos diretos e 15 mil indiretos. No complexo SerrAzul (que engloba o condomínio Fazenda SerrAzul, Shopping SerrAzul, Hotel Quality Resort, Outlet Premium e os Parques Wet’n Wild e Hopi Hari) 42% dos postos criados geraram a mais difícil das oportunidades da vida profissional: o primeiro emprego.
Ações reconhecidas e premiadas
A preocupação com a sustentabilidade e o respeito ao meio ambiente renderam ao grupo Senpar Terras de São José o reconhecimento da ONU - Organização das Nações Unidas - com a principal modalidade, Gold, de seu programa "Parceiros da Paz e da Sustentabilidade".
O grupo recebeu o prêmio de primeiro empreendimento sustentável pela a introdução do conceito de condomínio fechado no Brasil, representado pela construção do Terras de São José, e pelas inovações geradas pelo melhor uso de água, iniciadas no Terras de São José II.
Sobre a Senpar
Com quase 50 anos de atuação no setor de empreendimentos imobiliários, a Senpar - Terras de São José é referência quando o assunto é engenharia, terraplenagem, pavimentação e urbanização. A empresa é responsável por condomínios de luxo, como o Terras de São José, projeto pioneiro no Brasil criado na década de 70, primeiro condomínio fechado do país, e sucesso até os dias de hoje.
A Senpar também é responsável pelo desenvolvimento do SerrAzul, projeto que engloba condomínio Fazenda SerrAzul, Shopping SerrAzul, Hotel Quality Resort, Outlet Premium, parque temático Hopi Hari e parque aquático Wet´n Wild, localizados às margens da Rodovia dos Bandeirantes. Seu sucesso lhe rendeu vários títulos. O Shopping Serrazul ganhou melhor projeto em estrutura metálica em 1989 e ficou entre os 5 melhores projetos do mundo na Fiabci em Paris. O conjunto da obra Serrazul ganhou o Prêmio Master Imobiliário pela Fiabci Internacional em 2009. O Terras de São José levou o mesmo prêmio em 2005.
A preocupação com a sustentabilidade e o respeito ao meio ambiente renderam ao grupo Senpar o reconhecimento da ONU - Organização das Nações Unidas - com a principal modalidade, Gold, de seu programa "Parceiros da Paz e da Sustentabilidade".