COMPRADOR DE IMÓVEL OPTA PELO INTERIOR



A Região Metropolitana de São Paulo sofre cada vez mais com o custo de vida elevado. Pesquisas recentes mostraram que o bairro mais barato para comprar um imóvel, atualmente, é o de Guaianases, em média, R$ 2,6 mil por metro quadrado.
Já no Ibirapuera tem o preço mais caro da cidade, um imóvel do mesmo tamanho sai por R$ 14.300 m². Devido a esses altos índices nos valores dos empreendimentos muitos consumidores e empresas se deslocam para outras regiões do estado.
"Além da elevação dos preços que estão em ritmo intenso, o que também vem incomodando a população são os problemas de mobilidade e a queda na qualidade de vida. Tudo isso aquece a economia e o mercado do interior e por consequência gera demanda por novos imóveis, tanto industriais como residenciais", explica Rodolfo Scamilla, diretor-presidente da Total Construtora S.A.
O interior paulista é o maior mercado consumidor do Brasil, responsável por mais de 15% do PIB do País. "São Paulo conta com diversos grandes centros urbanos além da capital, como Campinas, Sorocaba, São José do Rio Preto, Ribeirão Preto, São José dos Campos, entre outros. São regiões que dispõem de excelente infraestrutura e oferecem espaço para crescimento, cada vez mais raro na capital. Apresentam ainda, em comparação à capital, menores custos de produção para as empresas e maior qualidade de vida para seus habitantes", finaliza Scamilla.
Referência no mercado imobiliário, a Total atua há dez anos na região do Vale do Paraíba. Com grandes projetos em andamento, a empresa vem crescendo a cada dia nas áreas residenciais, comerciais e industriais.