A SABEDORIA DE UM CORRETOR DE IMÓVEIS




Na década de 1980, uma equipe de investigadores da Universidade de Harvard, Estados Unidos, buscou analisar o conceito de inteligência. O grupo, liderado pelo psicólogo Howard Gardner, criou a teoria das inteligências múltiplas.


Assim como os demais profissionais, para ter sucesso um corretor de imóveis precisa desenvolver mais um tipo de inteligência do que outros. Lembre-se, tudo que refere-se a mente humana pode ser desenvolvido. Se você não tem confiança em uma das áreas a seguir, com treinamento tudo é possível.


A primeira inteligência fundamental para um corretor é a linguística. Com ela, o corretor se expressa com mais facilidade, tanto na fala como na escrita. Quando desenvolvida, aumenta a sensibilidade de entendimento sobre os pontos de vista alheios. A inteligência linguística é muito exigida na negociação do imóvel. Se você tem dificuldades com ela, faça um curso de oratória, de redação e procure estudar conceitos como o altruísmo.


Outra qualidade psíquica importante na profissão de corretagem é o raciocínio lógico. Isso aumenta a capacidade de memorização, cálculo e lógica em geral. Também ajuda na organização e na disciplina. Ao negociar um imóvel, a inteligência lógica ajuda a encontrar as melhoras formas de pagamento de acordo com as necessidades do cliente, além disso, demonstrar organização é fundamental para que a venda se concretize. Treine esses fatores aprendendo jogar xadrez, tente fazer cálculos mentais e não na calculadora. Antes de dormir, pensa como será o seu próximo dia e imagine como tudo deve ocorrer.



Por fim, um corretor também precisa desenvolver a inteligência intrapessoal. Está relacionada a capacidade de liderar, pessoas com esse perfil são ativas, práticas, chamam a responsabilidade. Conseguem manter a calma e convencem as pessoas a fazer tudo que lhes convêm. Identificam pontos positivos dos demais e extraem o melhor de cada um. O corretor com esses adjetivos conseguirá ver o que o cliente tem de melhor e por essa informação consegue convencê-lo a comprar o imóvel. Ao caminhar pela rua, procure identificar qualidades nas pessoas, temos a tendência de visualizar os defeitos e não as virtudes.



De acordo com a teoria de Howard Gardner, existem outros tipos de inteligência: motora, musical, espacial, interpessoal, naturalista entre outras. Todas podem ajudar indiretamente na sua carreira de corretor de imóveis. Treine diariamente todas elas, isso certamente te fará um profissional mais sábio e uma pessoa muito melhor.