NOVA NORMA TORNA AVALIAÇÃO DE IMÓVEIS MAIS PRECISA


Em vigor desde o primeiro semestre de 2012, a alteração nas normas para a avaliação dos  urbanos diminui a especulação imobiliária. A avaliação é da arquiteta Ana Maria de Biazzi, presidente do Ibape-SP (Instituto Brasileiro de Avaliações e Perícias de Engenharia de São Paulo).



Biazzi afirma que a atualização da norma, que agora contempla os avanços técnicos da profissão, obriga os peritos a usarem cálculos e dados em seus laudos, diminuindo o espaço para avaliações baseadas apenas na observação do perito.

"Ao invés de escrever que determinado revestimento está desgastado, por exemplo, ele deverá apresentar cálculos", explica.

Com isso, o valor do imóvel estabelecido pelo laudo se tornará cada vez mais próximo do justo, aumentando a segurança sobre os financiamentos, afirma o engenheiro Osório Gatto, vice-presidente nacional do Ibape.





Outro ponto, mais discutível, em que a alteração das normas terá impacto será sobre as desapropriações de imóveis para a abertura de vias públicas ou linhas de metrô, por exemplo. Biazzi afirma que as normas trarão mais justiça aos proprietários, pois terão uma avaliação mais próxima da realidade.

A alteração nas normas para imóveis urbanos da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) ocorreu em março deste ano.