PLANTAS FLEXÍVEIS SÃO AS NOVAS APOSTAS DAS CONSTRUTORAS


Estratégia permite ao cliente personalizar o imóvel, adequando os ambientes conforme as necessidades dos novos moradores


Antes, para mudar a planta de um apartamento o morador precisava enfrentar barulho, sujeira e meses de obra. Agora, no mercado imobiliário, a tendência adotada pelas construtoras no caso da venda ainda na planta é a flexibilização do imóvel, permitindo ao morador a oportunidade de ter uma residência do seu jeito. É possível tanto optar por materiais usados no acabamento quanto à disposição de paredes, criando um imóvel que atenda às necessidades de cada perfil familiar.

A construtora MDL, por exemplo, oferece no empreendimento Bourgogne, na Freguesia, as opções de integração de ambientes e o aumento da boca de sala para promover maior convivência entre os espaços do imóvel. São duas opções de planta. “Temos a opção de abrir ou não cozinha para a sala de estar, integrando além da varanda estes dois cômodos”, explica a arquiteta da MDL Realty, Niceli Maini.

A Life Construtora também oferece aos clientes a possibilidade de modificações. Miguel Gorgulho, diretor da empresa, cita o caso do comprador de uma das coberturas do edifício Varandas da Genaro, no Recreio, que solicitou a alteração da posição da piscina. Mas, de acordo com Gorgulho, a mudança do piso a ser instalado, como o porcelanato, por exemplo, é o pedido mais comum.

Já no condomínio RG Personal Residences, da Even, no Recreio, o cliente pode escolher entre 50 tipos diferentes de plantas, para personalizar o imóvel como desejar. O empreendimento terá seis blocos de 12 andares, com apartamentos de um, dois e três quartos, e coberturas duplex. O projeto foi desenvolvido seguindo a tendência de customização, que permite tornar único algo criado para muitas pessoas, como no caso de um prédio.





Modificações sem custo

A construtora Calçada aposta na possibilidade de flexibilização na planta em todos os empreendimentos, sem custo adicional para os clientes. No Illimitato Residenziale, em Jacarepaguá, os quartos podem ser revertidos, para aumentar a sala ou uma das suítes. A dependência de empregada pode ser usada na ampliação de um dos quartos, ou ainda como closet, escritório ou dispensa. Além disso, os compradores também podem optar entre cozinha tradicional ou americana.

“A oferta de empreendimento que permite ao comprador modificar a planta é cada vez maior. A flexibilidade beneficia os clientes, que têm à disposição uma planta praticamente livre”, diz Marcelo Fróes, diretor da Percepttiva.

Cozinha e salas maiores

No condomínio Damai Residences & Lifestyle, da Brookfield, no Recreio, pose-se escolher entre cinco opções de plantas. No residencial Grand Village, da Fmac, na Freguesia, as unidades de três quartos têm a opção de sala ampliada, e nas plantas de dois quartos a opção de cozinha americana unida à varanda.

A construtora Santa Cecília oferece a opção de mudança nos empreendimentos, e o uso de porcelanato nos quartos e bancada de inox na cozinha. Já no Bella Vita, da Vitale em Madureira, há a opção de cozinha americana em todos os apartamentos.