DICAS PRÁTICAS PARA O CORRETOR VENDER IMÓVEIS USADOS

O trabalho de um corretor de imóveis, se pensarmos para além das técnicas e das burocracias, é o de conectar interesses por meio de uma transação. É entender quais as necessidades e vontades do comprador e, ao mesmo tempo, distinguir que apartamentos ou casas à venda são adequados a quais perfis. Desta maneira, envolve reflexões e providências diferentes das que seriam tomadas caso o foco fosse em lançamentos. Vamos pensar sobre isso?
A primeira observação acerca dos processos de vender imóveis usados é óbvia, porém muitas vezes esquecida. É que alguma família já morou alí e, portanto, é normal que haja resquícios disto. Antes de levar qualquer interessado ao imóvel, então, avalie se a limpeza está em dia e se há reparos a fazer. Reporte as medidas cabíveis ao proprietário atual e confira se tudo ficou certo. Lembre-se de que o interesse em torno da venda é dele mas também seu e isso faz com que o imóvel seja responsabilidade sua de alguma maneira.
Depois desta etapa de preparo do local vem uma outra igualmente essencial mas que diz mais respeito a você, corretor. É a pesquisa sobre o imóvel e a organização das informações. É necessário saber qual o ano de lançamento, quantas famílias já moraram alí, por quanto tempo a última ficou, por que motivo saiu, quais vantagens esta aponta para o imóvel. Há taxa condominal? Onde estão os supermercados, as farmácias, o shopping mais próximo? E os transportes públicos: há estação de metrô ou linhas de ônibus? Quais as características principais do bairro?

Estar preparado para responder a todas e quaisquer questões apresentadas pelo cliente é fundamental para que o negócio feche mais rápido. Inicialmente porque você saberá melhor se o imóvel combina com o interessado e vice-versa e, posteriormente, porque terá argumentos suficientes para transparecer conhecimento e para ressaltar as vantagens de cada unidade. Aí entra outra dica: a conversa com o interessado deve ir além do básico. Saiba o que ele está buscando a ponto de conseguir dizer se a vaga de garagem é mais determinante do que a quantidade de banheiros ou a localização.
Antes do interesse se confirmar, relembre que você está prestes a vender um imóvel usado. As documentações devem estar prontas e não deve haver nenhuma pendência que adie ou gere stress ao futuro morador. Quanto mais rápido você cuidar das questões burocráticas e quanto menos problemas surgirem no caminho, mais assertiva será a venda e a satisfação de todos. Isso significa que sua carteira de clientes só crescerá!