DICAS PARA UM CORRETOR DE IMÓVEIS FAZER HOME OFFICE

Quem mora nos grandes centros urbanos sabe como está cada vez mais difícil se locomover. Reuniões, encontros para mostras os imóveis, tudo fica difícil por conta do trânsito caótico. Para fugir desse problema (e também como uma estratégia para economizar), muitas empresas aderiram ao home office – ou o escritório em casa, em bom português.
Segundo pesquisa da Top Employers Institute, 15% das companhias brasileiras permitem que os seus colaboradores trabalhem de casa. Na Europa, a tendência já virou realidade. Mais de 55% das empresas de países como Reino Unido, Holanda e Alemanha atuam no modelo.
De olho nas vantagens
E quem faz home office ganha muito. Podemos citar a flexibilidade de horário e o maior aproveitamento do tempo, já que não há mais necessidade de ficar andando para cima e para baixo no carro, podendo aproveitar o tempo de deslocamento tanto para o trabalho quanto para a família. E isso é possível para corretores de imóveis autônomos.
Mas nunca é demais lembrar que não há remédio mágico. O home office só funciona para quem tem disciplina e organização na sua jornada de trabalho.

Sendo um profissional que está em constante movimento, é claro que o corretor de imóveis não consegue ficar 100% do tempo trabalhando em sua casa. Afinal de contas, ele tem que atender as visitas, que sair pelas ruas colocando placas nos imóveis captados e ainda precisa conhecer bem a região em que atua.
Mas aquelas tarefas mais práticas como manter o relacionamento com os clientes no pós-venda e enviar e-mail marketing para a sua lista de contatos podem ser feitos diretamente da sua casa.
Essa ideia parece interessante? Então, confira dicas e cuidados que você precisa ter para otimizar o seu tempo e reduzir custos:
Desafios e soluções
Manter a disciplina e organizar a sua rotina de trabalho são os maiores desafios para qualquer profissional que faz home office. Isso porque não faltam distrações em casa que ameaçam a sua produtividade. Se você tem filhos pequenos que passam o dia em casa, o desafio fica maior.
Primeiro, converse com a sua família e explique que você não está disponível durante determinado período do dia. E uma outra maneira para evitar certas distrações, é reservar um cômodo para o seu trabalho. Lá, só coloque aparelhos realmente necessários, como notebooks, impressora e um telefone exclusivo para contatos profissionais. Ou seja, nada de televisão!
Encontros presenciais
Há momentos em que uma reunião reservada com o cliente, olho no olho, compensa mais do que trocar mensagens pela internet ou falar por telefone. Nessas circunstâncias, você não precisa se preocupar em receber o cliente na sua casa.
Existe uma série de áreas de coworking, que são espaços de escritórios compartilhados por várias pessoas, que aluga baias e salas para reuniões com todos equipamentos necessários e por um preço interessante. É só encontrar um local que seja adequado para você e para o seu cliente.
Fonte: Leardi