5 DICAS PARA NOVOS CORRETORES DE IMÓVEIS DO MERCADO IMOBILIÁRIO.

Listamos alguns conselhos para corretores de imóveis iniciantes, com o objetivo de amadurecerem e melhorarem as técnicas de vendas, se tornando mais eficiente e eficaz nesse mercado altamente competitivo e exigente, onde profissionais altamente qualificados tendem a obter melhores resultados.
1 – Estude sempre
Sabe-se que é obrigatória a inscrição do corretor de imóveis no CRECI, e para isso é necessário cursar pelo menos um curso de Técnico em Transações Imobiliárias, adquirindo assim conhecimentos específicos sobre direito e legislações, operações imobiliárias, matemática financeira, marketing imobiliário, economia e mercado, organizações e técnicas comerciais, desenho arquitetônico, noções de construção civil, noções de psicologia, relações humanas e ética profissional.
Entretanto o mercado imobiliário está em constante mudança, e cabe ao corretor de imóveis está sempre se renovando e se atualizando em novas técnicas de venda. Através de palestras, eventos, seminários, encontros de corretores, feiras e salões imobiliários.

2 – Invista no marketing pessoal
O corretor de imóveis deve ter boa aparência, deve este sempre bem vestido, elegante, é recomendável o uso de roupas sociais, para causar uma boa impressão, transmitindo confiança e credibilidade para o cliente, podendo facilitar até facilita na negociação.
Invista também na imagem do seu local de trabalho se for receber clientes, e do veículo quando for transportar um cliente até o imóvel. Estes não precisam ser caros, mas precisam estar limpos e bem organizados.
Tenha sempre em mãos um cartão de visitas bem elaborado com número do telefone, e-mail e endereço do site para entregar aos seus clientes.

3 – Utilize a Internet e redes sociais de forma ativa
A internet, hoje é o meio de comunicação mais rápido e eficiente para compra e venda de imóveis. O comprador já chega ao corretor bem informado, melhor preparado para realizar o negócio, com informações do imóvel, como o preço, localização, área, quantidade de dormitórios, banheiros e vagas de garagem, financiamento, e diversas outras informações.
Por isso, é necessário está presente na internet, de forma ativa, através de redes sociais como facebook, sites de imóveis, whatsApp entre outros, por meio deles, é possível se informar sobre o mercado imobiliário, como também divulgar o seu imóvel, facilitando em transações imobiliárias. Além disso, é recomendável, para o corretor ter um email, onde o comprador, imobiliárias e outros corretores possam entrar em contato.

4 – Seja profissional e ético, identifique a concorrência e faça parcerias
De acordo com o artigo 723 do código Civil: “O Corretor é obrigado a executar a mediação com a diligência e prudência que o negócio requer, prestando ao cliente, espontaneamente, todas as informações sobre o andamento dos negócios; deve ainda, sob pena de responder por perdas e danos, prestar ao cliente todos os esclarecimentos que estiverem ao seu alcance, acerca da segurança ou risco do negócio, das alterações de valores e do mais que possa influir nos resultados da incumbência”.
Procure sempre se manter legalizado, ofertando imóveis, apenas que estão dentro das normas obrigatórias legais, verifique sempre a procedência do imóvel. É preciso ter em mente que cada cliente conquistado é fruto de muito trabalho, de fidelização, de estratégia de vendas e de marketing, um investimento de tempo e dinheiro.
Faça parcerias, ter uma rede de contatos é essencial para obter bons resultados, tanto para divulgar, indicar, aprender novas técnicas, quanto para atingir o objetivo final da negociação.
Desta forma, a corretagem será dividida entre os corretores envolvidos, porém, é melhor ganhar uma parte da corretagem do que nada, ou ganhar tudo uma vez só e fechar a porta para muitas outras oportunidades. Tenha isso em mente.

5 – Entenda seu cliente
Geralmente o corretor iniciante exagera na conversação e acaba perdendo as dicas que o próprio cliente oferece em como quer ser atendido e o que quer comprar. Então ao invés de só falar, procure escutar o que o cliente deseja. Fique atento a todo tipo de informação obtida para oferecer a melhor opção.
Portanto, a dica é escutar mais e falar menos. Faça perguntas objetivas para saber exatamente o que o cliente procura, além de saber do orçamento que dispõe. Instigue o cliente, evite perguntas com respostas curtas como sim ou não, faça perguntas para que ele desenvolva uma conversa.
Além disso, tenha paciência, saiba o momento de dar um espaço para o cliente analisar a proposta oferecida para ele.