QUALIFICAÇÃO E EQUIPES VIRAM BOAS ALTERNATIVAS AOS CORRETORES DE IMÓVEIS

Percentual de desistência da carreira é grande. Por isso, profissionais devem ir além das expectativas dos clientes
Cristiane Campos

Rio – Nos últimos dois anos, cerca de 54% dos corretores de imóveis desistiram da profissão, sendo 26% deles pelas dificuldades encontradas na carreira. É o que diz pesquisa feita pela RealtON com 560 profissionais que já passaram pela empresa. Para Rogério Santos, diretor do portal, o novo agente de vendas tem uma missão a cumprir: compreender de fato as necessidades do cliente e propor a compra do imóvel ideal.
“Vamos passar por uma reinvenção do mercado, em que a informação será ponto crucial para o sucesso na carreira”, diz Santos. Segundo ele, estamos vendo mais autonomia do consumidor final com relação a suas decisões de compra, estabelecimento de valores e de qualificação dos produtos imobiliários, além da forma com a qual é feita a intermediação.
Para se ter ideia do poder do cliente hoje, o Portal Movia, por exemplo, dá aos consumidores a chance de escolher os profissionais para realizar transações de compra, venda e aluguel de imóveis. “O grande desafio do bom corretor de imóveis é se fazer conhecido e gerar confiança na relação com proprietários e compradores. É muito importante que os clientes saibam da capacidade e confiem no corretor que os está assessorando”, comenta Marcus Moraes, sócio e diretor-geral do portal. Ele lista algumas dicas para ser um bom profissional. “Formar uma carteira de cliente; ser muito atencioso; manter o cliente informado; ser caprichoso e detalhista; e colecionar testemunhos positivos dos clientes atendidos”, destaca.
Samuel Schvaitzer, sócio-diretor da Local Negócios Imobiliários, reforça a necessidade de conhecimento não apenas de vendas como de todos os assuntos que dizem respeito ao segmento. “A pessoa precisa conhecer a fundo o que vende, estar informado sobre financiamento, arquitetura, ter conhecimento de informática para exercer a função. Tudo isso ajuda no bom resultado final”, ressalta.

Diferencial de vendas
No caso das construtoras, para conseguir ainda mais resultados, uma solução encontrada é manter parcerias com imobiliárias e, ao mesmo tempo, contar com equipe própria. São as chamadas “houses”. “Ter uma house de vendas significa ter uma autonomia maior na negociação com o cliente, conhecer melhor o comprador e os produtos da empresa”, diz o vice-presidente da Concal, Rodrigo Conde Caldas. Thiago Athayde, gerente de incorporação da Living, acredita que a house é um diferencial de vendas. “Proporciona ao consultor conhecer melhor cada empreendimento e seus clientes”, diz Athayde.
banner-cursos
Prêmio Corretor do Ano 2015
Para reconhecer e valorizar o desempenho dos corretores de todo o país, acontecerá em setembro a primeira edição do Prêmio Corretor do Ano, promovido pela Kuser Participações e pelo Portal Movia. O evento fará parte da programação do VII ENBRACI (Encontro Brasileiro de Corretores de Imóveis), que será realizado no dia 14 de setembro, em Curitiba.
Estão aptos a participar corretores de qualquer região do país que estejam em dia com o Creci (Conselho Regional dos Corretores de Imóveis). Os fatores que mais contam pontos na disputa são as avaliações feitas por clientes e colegas de profissão sobre o desempenho do participante entre 2014 e 2015. Serão cinco categorias: nacional, capitais, interiores, lançamento e avulsos. Os premiados receberão gratuitamente a passagem aérea e a hospedagem para a cerimônia. Os resultados serão divulgados no dia 4 de setembro.