CUIDADO COM O EGO, CORRETOR DE IMÓVEIS


Quem trabalha com pessoas precisa ter paciência e tranquilidade para suportar críticas e gerenciar conflitos. Sempre tem aquele cliente que acaba definitivamente “enchendo o saco”, no entanto, este indivíduo merece atenção e respeito, porque no fim, apesar das dificuldades, é possível fechar um negócio com ele. 



Se você considera um cliente chato por qualquer motivo, fique calmo. Em geral, os brasileiros estão acostumados com o atendimento ruim e acabam generalizando as coisas. O cliente não tem nada contra você, mas sim com a imagem da sua profissão. A imagem do corretor de imóveis  está atrelada com a profissão do vendedor, e os vendedores não profissionais muito bem quistos no dia a dia. 

Parece redundância, mas a educação é o segredo para esse problema. Os corretores precisam ter inteligência emocional para lidarem com essas situações complexas. Além de cuidar da emoção, o profissional bem preparado poderá realizar um bom atendimento e superar as expectativas do cliente.
 

Às vezes o cliente parece dificultar a venda e isso irrita o corretor. Nesses casos, o corretor precisa ser objetivo. Pergunte para o cliente sobre suas expectativas, tente descobrir o que ele deseja e trabalhe focando nisso. O corretor deve passar a impressão de que trabalha para atender o cliente e não para vender imóveis. 

E acima de tudo, é preciso ser honesto. Não é porque o corretor está brabo, com o ego abalado, é que ele deve prometer o que não pode cumprir. A ansiedade de fechar o negócio pode prejudicar, mas mais uma vez, é preciso ter calma para não perder o controle. 

William Cruz - Colunista do PortaisImobiliários.com.br uma rede de portais de imóveis e imobiliárias, como o portal de imóveis em Curitiba | iCuritiba.com, presente em mais de 240 cidades do Brasil.