QUERO SER CORRETOR DE IMÓVEIS: DÁ PARA CONCILIAR DUAS PROFISSÕES?

Em todos os nossos artigos faço questão de frisar a importância da sua participação para o aprofundamento da nossa reflexão. É com esta troca de experiências que nos fortalecemos e aprendemos cada vez mais. Por isso, quero começar o nosso post agradecendo pelo seu envolvimento em nosso blog, pelas suas sugestões, questionamentos e feedback.
E o tema da nossa conversa de hoje é justamente fruto desta interação diária que mantemos com o mercado. É impressionante como tenho recebido cada vez mais e-mails e comentários de profissionais que querem investir na carreira de corretor de imóveis e que me perguntam se é possível conciliar a intermediação imobiliária com outra profissão ou se o mais indicado é abandonar o emprego e investir exclusivamente na carreira de corretor.

É possível conciliar duas carreiras ou é melhor abandonar o emprego e investir exclusivamente na carreira de corretor?
Os motivos deste questionamento são os mais diversos: a insegurança em relação ao mercado, a falta de conhecimento sobre o que, de fato, é ser um corretor de imóveis e como este trabalho é feito, o medo da instabilidade financeira ou até mesmo a especulação movida pelas manchetes de jornais que propagam a facilidade de receber gordas comissões.
Para além das motivações, avalio que a pergunta do nosso post é desafiante, pois não estamos falando se podemos combinar xadrez com bolinhas amarelas, muito ao contrário, estamos falando de projeto de vida, de sonhos, de planejamento de futuro. Isso é muito sério, exige responsabilidade e maturidade.
Portanto, sempre julgo pertinente deixar claro que a decisão de conciliar ou não a carreira de corretor com outra profissão deve ser pessoal e fruto de muita reflexão e análise. Sem conhecer intimamente a sua história, é arriscado mensurar se você tem ou não condições de trabalhar em duas funções diferentes ou, ainda, se você deve largar tudo para investir apenas no mercado imobiliário. Esta é uma resposta que você deve refletir.
Porém, a experiência de quem já está no mercado imobiliário há mais de 15 anos me dá segurança e tranquilidade para lhe responder uma coisa: ser corretor de imóveis não é fácil. Ser corretor de imóveis vai além de apresentar um imóvel ao cliente. Ser corretor de imóveis vai além de plantões de finais de semana.
Ser corretor de imóveis é muito mais do que ter uma despretensiosa flexibilidade de horário que nos faz supor que é possível “estar” corretor de imóveis a qualquer hora do dia. É necessário engajamento, planejamento, estudo do mercado, dedicação ao cliente e, acima de tudo, uma excelente gestão do tempo que lhe possibilite aprender algo novo a cada dia e colocar em prática o seu aprendizado.
Um corretor de sucesso não “está” corretor de imóveis, ele “é” corretor de imóveis, convivendo com todas as alegrias e dificuldades da profissão. Um corretor de sucesso entende que para alcançar os seus resultados é preciso estar por inteiro no seu relacionamento com o cliente e com o mercado, que é preciso se envolver e ser envolvido.
Sou corretor e tenho orgulho disso.
Esta profissão trouxe e me traz muitas alegrias e realizações. Se você neste momento está pensando em investir na profissão e está em dúvida sobre ser possível ou indicado exercer a carreira de corretor de imóveis e ao mesmo tempo manter o seu emprego atual, eu sugiro que  reflita um pouco mais.
Corretor de imóveis: vida de escolhas
Analise os prós e contras desta decisão, pesquise mais sobre o mercado imobiliário, converse com outros corretores, pesquise sobre os cursos de formação para corretores e veja se a grade curricular é adequada ao seu perfil profissional. Converse com as pessoas que serão impactadas pela sua decisão. Só depois de uma análise crítica, consciente e madura, faça a sua escolha.
Independente da sua escolha, desejo que você seja feliz e que tenha muito sucesso porque sucesso e felicidade são consequências das suas escolhas.
Te vejo no pódio!