NEM SEMPRE É A MULHER QUE DECIDE PELA COMPRA DO IMÓVEL

Talvez um dos maiores mitos do mercado imobiliário e que é levado ao pé da letra pelos corretores no momento da apresentação do imóvel e negociação é: “sempre é a mulher que decide pela compra do imóvel”. Será que é assim?
Concordo em partes com essa afirmação e ressalto que a mulher tem uma fundamental importância na escolha do imóvel e sua opinião pesa muito na hora da decisão, mas antes de tomar este fato como verdade absoluta, é importante salientar que tudo depende de fatores culturais e psicológicos. Não entendeu? Deixa que explico:
Vamos analisar a seguinte situação: Maria, gente muito simples, dona de casa, cresceu vendo seu pai dar as orientações e sua mãe obedecer. A obediência ao sacerdote da casa, o homem, sempre foi levada ao pé da letra. A palavra final sempre foi do pai em todas as situações. Ele decidiu o lugar em que iria morar, o carro que deveriam comprar, a maneira de conduzir os negócios da família. Sua mãe direcionou seus esforços para cuidar do marido e dos filhos. Maria cresceu e seu comportamento foi modelado pelas suas experiências no passado. Ela não aprendeu a dar opinião e tomar decisões. Quando se casou, seu marido resolveu comprar um imóvel e não consultou a esposa, afinal, para eles: o marido toma decisões e a mulher apoia.

Observe que, fatores culturais e psicológicos influenciaram na vida de Maria, que não foi “treinada ou estimulada” a tomar decisões. Não leve isso, também, como verdade absoluta. A mulher ainda influencia muito, mas é importante analisar caso a caso e isso é feito na interação do corretor e no relacionamento com o cliente.
andre-vinicius
André Vinícius

André Vinícius é escritor (autor de 2 livros), corretor de imóveis, palestrante e consultor em marketing digital, vendas e desenvolvimento pessoal.